quinta-feira, 20 de novembro de 2014

NESTA SEGUNDA-FEIRA, OUÇA PELA NATIVA FM, A HOMENAGEM À MEMÓRIA DE LUIGI ROSSETTI, FALECIDO EM 24 DE NOVEMBRO DE 1840!!!




    NESTA SEGUNDA-FEIRA, OUÇA PELA NATIVA FM, A HOMENAGEM À MEMÓRIA DE LUIGI ROSSETTI, FALECIDO EM 24 DE NOVEMBRO DE 1840!!!



*********************************************************************************************************************************************************



"CANTA A TUA ALDEIA E SERÁS UNIVERSAL."

(Léon Tolstoi, escritor russo, 1828-1910)



                 *****************



OUÇA O PROGRAMA “CANTO DOS LIVRES”, de segunda-feira à sexta-feira, das 05h às 07h30min.



Sintonize no seu rádio a NATIVA FM – FM 93.9.

Na internet: www.nativafmpiratini.com.



Participe da página da RÁDIO no Facebook:



https://www.facebook.com/nativafmpiratini?fref=ts



PRODUÇÃO E APRESENTAÇÃO AO VIVO DE JUAREZ MACHADO DE FARIAS.



Nesta SEGUNDA-FEIRA, 24 de NOVEMBRO de 2014, além de música, poesia, roncos de mate e vozes de aves nativas, teremos as seguintes atrações:



1)    homenagem ao município de SÃO NICOLAU, criado em 23 de novembro de 1965;

2)    homenagem à memória de LUIGI ROSSETTI, falecido em 24 de novembro de 1840, segundo texto biográfico registrado pela escritora e professora IRACEMA FERREIRA DUTRA;

3)    o causo inédito  “O URSO POLAR NO PAMPA” escrito e adaptado por JUAREZ MACHADO DE FARIAS a partir de relato de ROLANDO BOLDRIN em seu programa “SR. BRASIL” pela TV CULTURA (São Paulo);

4)    o poema “EXALTAÇÃO FARROUPILHA” de JOSÉ HILÁRIO RETAMOZO, extraído da obra do próprio autor, “ANTOLOGIA DA POESIA ÉPICA DO RIO GRANDE DO SUL/ANTONIO AUGUSTO FAGUNDES” (Porto Alegre: AGE, 1992, p. 98 a 99).





*A imagem que ilustra esta postagem (FOTOGRAFIA DE TAINÃ VALADÃO) registra a frente da CASA DE GARIBALDI, prédio tombado pelo IPHAN, situado na Rua Bento Gonçalves, Piratini, RS (Disponível em http://www.mundopiratini.com.br/2014/07/a-historia-da-capital-da-republica-rio.html, acesso em 16 de novembro de 2014).

                 



 **********



     Eis o poema em destaque:



“EXALTAÇÃO FARROUPILHA



(AUTORIA: JOSÉ HILÁRIO RETAMOZO)



Olha estas mãos afeitas ao manejo

das rédeas e das lanças e do arado

- trilogia dos trastes campesinos

de onde surgiram rumos e destinos

de um povo que se orgulha do passado.



... Inda reboam pelos ares, soltas,

as notas libertárias de um clarim:

- Nico Ribeiro está chamando à Glória

a página imortal de nossa História

e a peonada guerreira de Jardim.



É o recomeço do decênio heroico

envolto em lances de emoção e assombros...

Os ponchos velhos acenando, em fiapos,

a legenda dos épicos Farrapos

e a liberdade agigantando os ombros.



Bento Gonçalves... Canabarro... Onofre...

Souza Netto e o sonho do Seival;

- República dos bravos, andarilha,

instalando o porvir sobre a coxilha

e a cada pouso nova Capital...



República de sonho e rebeldia,

efêmera e no entanto duradoura;

- viveu dez anos, mas se faz, ainda,

a lição imortal que nunca finda

à vossa, à nossa e à geração vindoura.



Hoje, por isso, as nossas almas rasgam

o véu do tempo, que recobre a glória

dos que souberam, com amor e afinco,

dar-nos a herança deste 35

e a intransigência de uma trajetória.



Andaremos além das nossas horas

emponchados na luz desses exemplos,

sob o batismo secular das auras

que conduziram as legiões de tauras

e ainda abençoam religiões e templos.



O Povo, a Pátria - as religiões mais altas:

a liberdade - o consagrado altar,

e entre arrepios de convulsões e alarmas,

as nossas mãos a sustentar as armas

pelo Rio Grande que nos faz sonhar.



Somos os ramos - agitadas asas

de ensanguentadas ocasiões em rubro,

ora brindando turbilhões de flores,

ou sacudindo as esgalhadas dores

sob a explosão primaveril de outubro.



E vós que sois deste Rio Grande herdeiros

contemplai este século que passa

e cinzelai sobre a emoção dos dias

a flama das sagradas rebeldias

- ainda o cerne espiritual da raça.



Reconhecemos ir sumindo, aos poucos,

pelos caminhos das modernas rotas,

nossa estirpe de bravos cavaleiros

que hoje vivem, talvez, os derradeiros

momentos em que possa andar de botas.



Daí pensarmos redobradas vezes

em fugir da alienígena influência,

e num pleonasmo já vazio de luxo,

ensinar o gaúcho a ser gaúcho

e à querência o valor de uma querência.



Em vós, crianças das auroras claras

ensanguentadas do Ibirapuitã,

repousa o sonho, destas almas guaxas,

de ainda ver o Rio Grande de bombachas

ao abrir as coivaras do amanhã!”


NESTA SEXTA-FEIRA, PELA NATIVA FM, OUÇA A POESIA NATIVISTA DE ADÃO QUEVEDO!!!



NESTA SEXTA-FEIRA, OUÇA PELA NATIVA FM, A POESIA NATIVISTA DE ADÃO QUEVEDO!!!



*********************************************************************************************************************************************************



"CANTA A TUA ALDEIA E SERÁS UNIVERSAL."

(Léon Tolstoi, escritor russo, 1828-1910)



                 *****************



OUÇA O PROGRAMA “CANTO DOS LIVRES”, de segunda-feira à sexta-feira, das 05h às 07h30min.



Sintonize no seu rádio a NATIVA FM – FM 93.9.

Na internet: www.nativafmpiratini.com.



Participe da página da RÁDIO no Facebook:



https://www.facebook.com/nativafmpiratini?fref=ts



PRODUÇÃO E APRESENTAÇÃO AO VIVO DE JUAREZ MACHADO DE FARIAS.



Nesta SEXTA-FEIRA, 21 de NOVEMBRO de 2014, além de música, poesia, roncos de mate e vozes de aves nativas, teremos as seguintes atrações:



1)    homenagem ao município de CRUZEIRO DO SUL, criado em 22 de novembro de 1963;

2)    o texto “NATIVISMO GAÚCHO” de SALVADOR FERRANDO LAMBERTY, extraído da obra do próprio autor, “ABC DO TRADICIONALISMO GAÚCHO” (Porto Alegre: Martins Livreiro-Editor, 2ª edição,  1989, p. 51 a 54);

3)    o causo inédito  “ZÉ LARÁPIO” escrito e adaptado por JUAREZ MACHADO DE FARIAS a partir de relato de ROLANDO BOLDRIN em seu programa “SR. BRASIL” pela TV CULTURA (São Paulo);

4)    o poema “COM A ALMA NO VIOLÃO” de ADÃO QUEVEDO, extraído da obra do próprio autor, “CORTINAS DA ALMA - Poesia” (São Lourenço do Sul: Edição do Autor, 2002, p. 71).





*A imagem que ilustra esta postagem registra o POETA E COMPOSITOR ADÃO QUEVEDO (Disponível em https://www.facebook.com/photo.php?fbid=736842073068913&set=a.220738808012578.56650.100002293813900&type=1&theater, acesso em 15 de novembro de 2014).

                 



                   **********



     Eis o poema em destaque:





      “COM A ALMA NO VIOLÃO

         (Autor: ADÃO QUEVEDO)



      Nas tropeadas desta vida

      Repontei sonhos na estrada,

      Pelas canhadas perdidas,

      Quebrando o céu das aguadas.



     Foram tantas madrugadas,

     Campereando as ilusões,

     No fundo das invernadas,

     Seguindo a luz das paixões.



       Na solidão do meu rancho,

       Quando o inverno me assombra,

O corpo aqueço no poncho

E a alma na milonga.



O sonho que vai na ponta

Tem nome e cheiro de flor

E o coração vai por conta

Nessa tropeada de amor.



Por viver sem rumo certo,

Fiz da lua o meu lampião,

Vou povoando meus desertos

Com a alma no violão.”


terça-feira, 18 de novembro de 2014

NESTA QUINTA-FEIRA, OUÇA PELA NATIVA FM O CANTO, A LENDA E A POESIA DO URUTAU!!!



NESTA QUINTA-FEIRA, OUÇA PELA NATIVA FM O CANTO, A LENDA E A POESIA DO URUTAU!!!



*********************************************************************************************************************************************************



"CANTA A TUA ALDEIA E SERÁS UNIVERSAL."

(Léon Tolstoi, escritor russo, 1828-1910)



                 *****************



OUÇA O PROGRAMA “CANTO DOS LIVRES”, de segunda-feira à sexta-feira, das 05h às 07h30min.



Sintonize no seu rádio a NATIVA FM – FM 93.9.

Na internet: www.nativafmpiratini.com.



Participe da página da RÁDIO no Facebook:



https://www.facebook.com/nativafmpiratini?fref=ts



PRODUÇÃO E APRESENTAÇÃO AO VIVO DE JUAREZ MACHADO DE FARIAS.



Nesta QUINTA-FEIRA, 20 de NOVEMBRO de 2014, além de música, poesia, roncos de mate e vozes de aves nativas, teremos as seguintes atrações:



1)    homenagem ao município de ÁGUA SANTA, criado em 08 de dezembro de 1987;

2)    a descrição e o folclore da ave URUTAU, segundo a obra “AS AVES NO FOLCLORE DO RIO GRANDE DO SUL” de ROBERTO GONÇALVES DE OLIVEIRA (Porto Alegre: Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul/Editora e Distribuidora Gaúcha Ltda, 2009, p. 177 a 181);

3)    o causo “O GAÚCHO RECRUTA” de ELTON BARBOSA, extraído da obra do próprio autor, “NA HORA DO MATE – Contos Gauchescos” (Pelotas: Edição do Autor, 2008, p. 23 a 24);

4)    o poema-letra “NO BICO DO URUTAU” de MANO LIMA, disponível em http://www.letras.com.br/#!mano-lima/no-bico-de-um-urutau, acesso em 15 de novembro de 2014.





*A imagem que ilustra esta postagem registra a ave URUTAU (Disponível em https://almaleonor.wordpress.com/2011/11/14/urutau/, acesso em 15 de novembro de 2014).

                 



                         **********



     Eis um trecho do poema em destaque:



“NO BICO DO URUTAU

(Autor: MANO LIMA)



No bico do urutau geme a tristeza

Das almas esquecidas deste chão

Que choram de saudade e incerteza

Nos campos a pediram oração.



No bico do urutau a morte grita

Cortando um lamento, a imensidão

E a noite que dormia tão aflita

Se esconde com o véu da cerração.



Por isso o meu semblante tão tristonho

O tempo não espera sem razão

De dia traz sol que acende o sonho

De noite o urutau e a solidão



No bico do urutau se foi a vida

As tropas, as carretas e os galpões

O vento vem trazendo a recolhida

Trazendo a tão falada evolução.



Mas quando a lua apaga a luz do dia

E um grito vem trazer desilusão

É o bico do urutau que anuncia

Que um dia eu hei de ser assombração.



Já não existem tropas, e eu tropeiro

Não tenho outro oficio ou vocação

Eu trago o meu destino nos arreios

E um grito de urutau no coração.”